Agora o Brasil aceita Bitcoins!

brasil_aceita_bitcoin

O Mercado Bitcoin lança o primeiro gateway de pagamentos em bitcoins do Brasil.

Agora qualquer comerciante, seja ele virtual ou não, poderá trabalhar com bitcoins de modo fácil, rápido e sem risco.

Com o seu trabalho de popularização do Bitcoin no Brasil, o Mercado
Bitcoin disponibiliza a partir de hoje, o acesso ao seu gateway de
pagamentos. Por meio dele é possível receber pagamentos em bitcoin de
forma segura e rápida.

Através do software do Mercado Bitcoin é possível receber de forma instantânea, o valor em bitcoins dos pagamentos de produtos ou serviços. Para proteger os vendedores do risco da flutuação do preço do bitcoin, os valores podem ser convertidos imediatamente em reais.

A abordagem é simples: o vendedor define o preço em reais e o sistema faz automaticamente a conversão para o comprador que deseja realizar o negócio. Também é possível trabalhar somente com bitcoins.

Entre as principais vantagens, podemos destacar:

  • Menor taxa existente: O gateway de pagamento do Mercado Bitcoin tem a menor taxa de qualquer outra forma de pagamento (outros gateways, cartão de crédito, débito, etc)
  • Menor prazo: Os outros serviços de pagamentos exigem até 45 dias para o depósitos de valores. O Mercado Bitcoin trabalhará com o prazo máximo de 5 dias úteis.

Nos primeiros dois meses de funcionamento o Mercado Bitcoin aprovará a utilização do gateway mediante solicitação por email: comercial@mercadobitcoin.com.br, onde também serão fornecidas maiores informações.

Após este período, a inscrição e os termos do gateway estarão disponíveis no próprio site.

m_btc_pague_com_round_g

O Brasil será o país do Bitcoin!

L.

13 thoughts on “Agora o Brasil aceita Bitcoins!

      • Felipe Verçosa says:

        Jogando pra cima isso, e considerando que a diicultade está aumentando muito, e que a entrega da sua BFL demoraria muitos meses pra chegar, creio que não seja tão interessante. Mas dê uma lida e faça sua escolha. Valeu!

  1. Marcos Mendonça says:

    Pelo que estou aprendendo agora sobre o mundo dos bitcoins…. Para se entrar no ramo de mineração não é uma tarefa facil, pois além de a dificuldade atual está bem maior e a tendencia é sempre aumentar, é muito dificil conseguir maquinas que façam este serviço de forma especializada como as maquinas das Butterfly, Avalon e da KnCMiner. Além do mais, se for minerar com maquinas normais tipo GPU, o custo da energia come muito do que foi produzido em Bitcoin. Eu tenho em casa uma situação de que tenho um custo de energia de R$0,18 o KW/h durante o dia e de noite um custo de R$0,045 o KW/h. Seria interessante eu minerar com este custo energético com uma máquina normal, ou mesmo assim seria interessante minerar com maquinas mais especificas????? Entrei em contato com a empresa KncMiner que fica em estocolmo Suécia, e me mandaram uma informação de que os produtos estarão sendo entregues em outubro…

  2. João P. says:

    Parabéns pelo site, e vida longa ao bitcoin :). Entretanto eu tenho alguns medos…
    1) O governo não pode parar o sistema bitcoin? uma vez que com bitcoin o estado não tem controle, não tem como arrecadar impostos a força, eu gostaria de saber o que aconteceria se um estado impedisse qualquer empresa com CNPJ de receber Bitcoin, sob ameaça de perder o cadastro Nacional de Pessoa Jurídica, ou até mesmo a pena de prisão, como que os adeptos reagiriam a essa ideia, ou o que se poderia fazer para driblar o governo? Uma vez que o governo se mantém a base da força, e os bancos “amigos do rei”, com certeza tem muito a perder com tudo isso, por isso eu dou uma mínima chance disso acontecer, o que fazer se acaso isso acontecer? e se isso por acaso, for impossível de acontecer, porque isso não aconteceria?

    • Leandro César says:

      Olá João,

      Infelizmente se acontecer isto não será possível utilizar o Bitcoin abertamente.

      A tendência que temos visto, com exemplo de EUA e Europa é a de regular e não proibir. A melhor coisa que pode acontecer para o Bitcoin é o mesmo ser regulado pelo governo.

      L.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *