Bancos russos lançam  plataforma de ICO, em conjunto com órgãos públicos. A Central Depositária Nacional (NSD), empresa que oferece serviços de pós negociação para instituições financeiras, celebrou uma parceria com o Sberbank, um dos maiores bancos da Rússia. As duas instituições irão testar uma plataforma que pretende fazer com que as Initial Coin Offerings (ICOs) sejam mais transparentes e seguros para o investidor. O projeto é do Banco da Rússia, o Banco Central do País.

O primeiro teste já foi marcado. Uma empresa chamada Level One vai fazer uma oferta de tokens, da qual o Sberbank vai ser o coordenador e investidor âncora. A NSD vai ser a custodiante dos títulos, servindo como central de registros e compensando transações.

“O Sberbank CIB considera o mercado russo de ICOs muito promissor. Muitos clientes estão interessados nesse tipo de investimento, e planejamos promover esse serviço de forma proativa uma vez que a legislação adequada seja implementada.

 

Regulação anterior

No começo de abril, o Ministério das Comunicações russo emitiu novas regras para ICOs. Vários critérios foram incluídos, como a segurança de que os investidores poderiam vender seus tokens depois da oferta inicial, e que a companhia emissora tenha pelo menos 100 milhões de rublos de capital mínimo – pouco mais de 1 milhão de dólares.

A regulação foi criticada por ser omissa em uma série pontos. Por exemplo, a questão das pré vendas não foi discutida. Também não há menção à possibilidade de criar um período de não negociação dos tokens, mecanismo muito usado em ICOs. Arseniy Sheltsin, presidente da Associação Russa de Criptomoedas e Blockchain, disse que “é difícil comentar essas regulações, já que elas estão desconectadas da realidade”.

Invista no Mercado Bitcoin, a maior corretora de criptomoedas da América Latina

Bancos russos lançam plataforma de ICO
Avalie