O Bitcoin não cansa de registrar novas máximas históricas. Dessa vez, a moeda digital mais popular do mundo superou os US$ 12,8 mil no CoinMarketCap e R$ 46,2 mil no Mercado Bitcoin nesta quarta-feira (06/12/2017) apenas uma semana após bater a marca de US$ 11 mil no dia 29 de novembro.

Enquanto os críticos ficam receosos com a ascensão estratosférica temendo por uma bolha, os entusiastas da criptomoeda colhem os frutos da valorização com o apoio de especialistas que apontam que os ganhos constantes são reflexo direto da expectativa criada pela entrada de grandes agentes do mercado, como a CME e o CBOE, neste segmento.

No próximo dia 18, a Chicago Mercantile Exchange (CME) começará a negociar futuros de Bitcoin, o que dará a criptomoeda mais legitimidade entre investidores profissionais.

A natureza descentralizada da moeda é o que mais atrai curiosos e o que mais irrita os céticos. Mas isso não parece abalar seu mercado global, visto que ele já ultrapassa os US$ 200 bilhões.

As estimativas em relação ao futuro do Bitcoin indicam que ele será cheio de boas notícias apesar de sua alta volatilidade. E mesmo considerando esse fator, alguns apontam que ele encerrará o ano próximo da casa dos US$ 15 mil.

Quem viver, verá.

Bitcoin bate mais um recorde e fica próximo dos US$ 13 mil
5 (3 votos)