Não bastasse as emoções causadas pela volatilidade do Bitcoin, os detentores da criptomoeda podem ter que lidar com até cinco hard forks em dezembro.

Parece que o sucesso do Bitcoin Cash tem motivado os desenvolvedores a inovar na rede Bitcoin, buscando alternativas para solucionar “problemas” que os afetam.

O denominado Super Bitcoin deve ser criado quando a rede atingir o bloco 498.888, o que deve acontecer no dia 15 de dezembro. Enquanto o Bitcoin Platinum possivelmente surgirá no dia 23 de dezembro e o esquisitíssimo Bitcoin Cash Plus, no dia 31.

Outros hard forks previstos têm chances de gerar Bitcoin Uranium e o Bitcoin Silver, contudo os responsáveis por essas moedas digitais ainda não revelaram as datas pretendidas. Confira no calendário compartilhado no Twitter @btc:

Eventos previstos na rede

Todos esses hard forks visam criar valor, entretanto eles não contam com o consenso na comunidade Bitcoin, algo essencial para que a ideia vingue.

Em suma, não parece ser muito esperto ficar criando novas criptomoedas sem consultar os elementos principais da rede: usuários, entusiastas, corretoras, carteiras digitais e etc. Atitudes impensadas podem afetar a credibilidade e a confiança no Bitcoin original, o que seria prejudicial para todos.

Passado recente

No último dia 24, vimos o nascimento do Bitcoin Diamond no bloco 495.866, segundo a anônima equipe de desenvolvedores que o criou. A proposta dele é solucionar questões de privacidade e escabilidade na rede Bitcoin aumentando o limite dos blocos para até 8MB, ampliando a velocidade da confirmação de transações, criptografando os saldos, e juntamente reduzindo as taxas de transação e participação, já que o montante de criptomoeda disponível chega a 210 milhões, dez vezes mais que o Bitcoin original.

Apesar dele estar sendo negociado no mercado futuro por cerca de US$ 50, ninguém sabe ao certo se os problemas foram resolvidos, porém a ânsia por mudanças “milagrosas” não parece ter diminuído.

Pasmem: podemos ter cinco hard forks em dezembro
4.8 (5 votos)