Entenda as propostas de aprimoramento do Bitcoin e os riscos para quem tem a moeda digital.

O crescimento da rede Bitcoin levou à necessidade de aprimorar sua velocidade de processamento.
Assim, surgiram propostas na forma de BIP (Bitcoin Improvement Proposal) para a escalabilidade da rede.
Mas, ainda, nenhum consenso para a definição de qual será aplicada. Conheça as principais propostas em destaque:

BIP 141, também chamada de SegWit (Segregated Witness)

Lançada em Novembro de 2016, essa proposta de aprimoramento usa um mecanismo de ativação que necessita da adesão de 95% dos mineradores da rede Bitcoin até novembro de 2017, quando expira seu prazo de implementação.
Como a adesão para essa solução foi baixa (ficou parada em torno de 30%) e o tempo começou a passar, novas alternativas surgiram.

BIP 148, também chamada de UASF (User Activated Soft Fork)

Especialmente desenhada para ativar o SegWit (BIP 141), essa proposta foi lançada em março deste ano como um meio de forçar a implantação do aprimoramento antes de expirar seu prazo.

  • Segundo essa proposta, no dia 1o de Agosto de 2017, mineradores e grandes players da rede Bitcoin irão ativar o BIP 148, ignorando os blocos que não aderirem à mudança.
  • Essa atitude poderá levar à divisão do bitcoin em duas ou mais moedas (split) ou, até mesmo, ao desaparecimento de um grupo de transações (wipeout).
  • Dessa forma haverá um período de grande instabilidade na rede Bitcoin, possibilitando ataques replay e outros.
    Por isso, existe grande preocupação em todo mercado em relação a essa ativação.

SegWit2x

Apresentada em Maio de 2017, durante a conferência “CoinDesk’s Consensus 2017”, em Nova York, essa proposta visa implementar o BIP 141 de maneira mais rápida e segura.

  • O SegWit2X também tem como objetivo ampliar o tamanho de cada bloco de 1Mb para 2 Mb ao final de 3 meses após sua adesão pela rede Bitcoin.
  • A grande diferença para sua aplicação é que, no lugar de precisar de 95% de adesão (como é como o BIP 141), o SegWit2x precisa de apenas 80% para se consolidar, sem gerar divisões na rede.

BIP 91

Parte do plano de escalabilidade do SegWit2x, o BIP 91 tem a pretensão de ser ativado até 31 de julho e substituir o BIP 148, evitando os riscos de divisão da rede.

  • Essa solução também permite a abertura para novos aprimoramentos sem precisar gerar mudanças mais radicais no software.
    Para complementar, a proposta traz um incentivo financeiro, pois, os mineradores que não sinalizarem a favor da mudança podem perder a recompensa dos 12,5 bitcoins por bloco.
  • Embora exista resistência de mineradores em relação ao aumento do tamanho dos blocos, os principais pools de mineração já demonstraram apoio à proposta, o que pode ser um sinal de que este será o caminho a ser adotado para a rede Bitcoin.

Tudo isso indica, que os próximos dias serão ainda bastante conturbados e, a partir de agosto, poderá haver momentos de instabilidade na rede Bitcoin.

De acordo com as decisões a serem tomadas pela própria rede:

  • Podemos continuar com uma única moeda aprimorada, ou
  • Ter duas ou mais moedas ao final do processo.
propostas de escalabilidade da rede Bitcoin
propostas de escalabilidade da rede Bitcoin

Riscos para quem tem bitcoins

Se você realizar movimentações durante o período de instabilidade da rede Bitcoin, em qualquer lugar do mundo, existe a possibilidade de perder seus bitcoins.

Recomendações:

  • Durante os períodos de instabilidade da rede Bitcoin, o ideal é não realizar transações e evitar ter bitcoins online.
  • Por isso,uma das melhores soluções é manter seus bitcoins em carteiras offline seguras e com backup.
    Alguns exemplos de boas carteiras para arquivar seus bitcoins são:

  • Há Bitcoin Exchanges que se comprometeram a manter a segurança dos bitcoins sob sua custódia.
    Elas irão suspender a operação durante o período de instabilidade, além de atualizar o saldo de seus clientes para todas as moedas que surgirem (se for o caso), como a Kraken e o Mercado Bitcoin.

 

* Este post é uma atualização do artigo “Impasse no Bitcoin pode levar a duas moedas independentes. E agora?”.

Para se aprofundar no assunto, sugerimos a série de vídeos de Fernando Ulrich –  “a manutenção do consenso no bitcoin”.

POLÊMICAS NA ESCALABILIDADE DA REDE BITCOIN
4.3 (67 votos)