O Ethereum já tem mais da metade do valor de mercado do Bitcoin, e continua surpreendendo. Mesmo custando US$ 1.334 nesta quarta-feira o seu potencial ainda é grande.

A altcoin possui US$ 126,3 bilhões em valor de mercado contra US$ 236,6 bilhões do Bitcoin, de acordo com informações do CoinMarketCap.

O preço do Ethereum aumentou mais de 5.700% ao longo dos últimos 12 meses. A moeda digital começou 2017 custando cerca de US$ 10 e desde então registra um crescimento exponencial. Nas últimas 24 horas, a criptomoeda valorizou 9,59%, segundo CoinMarketCap.

O que é Ethereum?

Ethereum é uma plataforma de software aberta baseada em tecnologia blockchain que permite a desenvolvedores criar e implementar aplicações descentralizadas (Dapps, na sigla em inglês) capazes de executar contratos inteligentes, garantindo a independência de empresas, governos e até de terceiros.

Como o Bitcoin, Ethereum é uma blockchain pública. Apesar das similaridades, o Ethereum é diferente da criptomoeda: enquanto o blockchain do Bitcoin é usado como livro-caixa para registro de transações e rastreio da própria moeda, o blockchain do Ethereum foca em rodar o código de programação de qualquer aplicativo descentralizado.

No que ele pode ser usado?

Qualquer serviço pode ser descentralizado usando o Ethereum. De empréstimos concedidos por bancos e registro de títulos até sistemas de votação. Ele também pode ser usado na construção de Organizações Autônomas Descentralizadas (DAO, na sigla em inglês).

Um DAO é uma entidade sem líder único administrada por um código de programação, com base em contratos inteligentes escritos no blockchain da rede. Esse código é feito de forma a substituir as regras e a estrutura de uma instituição tradicional, sendo que ele é propriedade de todos que compram tokens, contudo ao invés de cada token ser equivalente a uma ação, eles atuam como contribuições que dão direito a voto.

Ethereum já tem mais da metade do valor de mercado do Bitcoin
4.3 (3 votos)