Uma investigação da Polícia Federal da Austrália pode incriminar dois funcionários do Bureau de Metereologia do país por usar os computadores da empresa para minerar criptomoedas, segundo a ABC News.

As autoridades entraram no órgão com mandados de busca e vasculharam as máquinas em busca de provas que comprometessem os suspeitos. Os demais membros da TI da agência governamental foram obrigados a esperar em uma sala separada enquanto ambos eram interrogados.

De acordo com a publicação, a alta nos custos de energia levantaram suspeitas dos coordenadores, que decidiram conferir quais máquinas estavam utilizando mais energia que o normal.

A imprensa local também informou que um dos investigados já saiu da empresa e nenhuma acusação formal foi feita, uma vez que as averiguações continuam.

Rumores indicam que os colaboradores suspeitos usavam o poder computacional da agência para minerar moedas digitais com o objetivo de economizar nas contas de energia de suas próprias casas.

Uma situação semelhante acabou resultando na prisão de vários engenheiros nucleares russos no mês passado.