A Fundação Litecoin, que tem como diretor administrativo o Charlie Lee, criador da criptomoeda Litecoin, tem por missão o desenvolvimento de software e promover, desenvolver, proteger e padronizar a moeda para o benefício da sociedade através da criação de tecnologias avançadas. Como meio de promover o seu produto, a fundação adquiriu uma participação de cerca de 10% de um banco alemão.

O banco é o WEG Bank AG, o acordo foi negociado pela TokenPay, uma empresa de pagamento por criptografia. A negociação entre as três empresas resultou em uma troca de assistência técnica para o uso de criptomoedas como meio de pagamento no banco.

Caso o acordo da última terça-feira seja aprovado, a TokenPay pretende exercer opção de compra sobre ações que tem direito pelos negócios anteriores, mas isso depende da aprovação dos negócios pelos reguladores alemães.

No anúncio do acordo Charlie Lee disse “Estou ansioso para integrar o Litecoin ao WEG Bank AG e a todos os diversos serviços que ele oferece, para simplificar a compra e uso do Litecoin”.

O Banco alemão WEG AG tem como foco a oferta de serviços financeiros para clientes imobiliários. Inicialmente não era esperado que o acordo ocorresse, já que a instituição é considerada muito conservadora, mas surgiu após muitas discussões sobre o futuro da criptomoeda.

O presidente executivo do banco, Matthias Von Hauff disse que “Examinamos exaustiva e diligentemente as perspectivas de um futuro comum, e nos convencemos de que o futuro do setor bancário tornará inevitável a adoção de métodos modernos de pagamento”.

Após o anúncio o Litecoin chegou a alta de cerca de 7%, em cerca de US$ 81,20. No momento a criptomoeda está com alta de 3,5% em relação ao dia anterior, cotada a US$ 78,90.

Conheça o Mercado Bitcoin, maior corretora de criptomoedas da América Latina

Fundação Litecoin adquire participação em banco alemão
5 (4 votos)