Quando a gente acha que a semana ia ser tranquila, mais uma notícia de hard fork vem para movimentar a comunidade Bitcoin. A nova moeda – e aposta da vez no segmento de Altcoins – ganhou a alcunha de Bitcoin Diamond (BCD) e se tornou realidade nesta sexta-feira (24/11/2017), de acordo com a Bitcoin Diamond Foundation.

O potencial hard fork aconteceu no bloco 495.866 segundo a anônima equipe de desenvolvedores e gerou uma nova altcoin que se propõe a solucionar problemas de privacidade e escalabilidade da rede Bitcoin.

Tudo isso seria feito aumentando o limite dos blocos para até 8MB para ampliar a velocidade da confirmação de transações para toda a blockchain, criptografando o montante e os saldos para reforçar a privacidade dos usuários e reduzindo as taxas de transação e participação, visto que o montante de Bitcoin Diamond é disponível é de 210 milhões, ou seja, dez vezes mais do que a moeda original.

Diferenças entre o BTC e BCD

Para começar o algoritmo utilizado pelo Bitcoin é o SHA256 (ASIC) enquanto o Bitcoin Diamond aposta no Optimized X13 (GPU).

O tamanho máximo dos blocos muda uma vez que o BTC permite blocos de até 1MB e o BCD de até 8 MB. O do blockchain também sofre alterações sendo 145GB no original e 135GB na novidade.

Outro ponto a ser considerado é o replay protection garantido no Bitcoin Diamond enquanto que em seu predecessor ele não era necessário. O BCD igualmente promete criptografar o montante total juntamente com os saldos de seus usuários.

Expectativa

De acordo com o site oficial do projeto, 28 exchanges apoiam a iniciativa, inclusive a OEX, uma importante exchange da Coreia do Sul.

Os usuários de criptomoedas devem considerar os seguintes cenários: apostar na novidade ou ignorar completamente. Entretanto, nenhuma das alternativas é livre de risco, então avalie bem antes de tomar qualquer atitude.

Mais um! Confira tudo sobre o hard fork do Bitcoin Diamond
4.1 (7 votos)