O apetite dos investidores não parece ter sido afetado mesmo com a cotação das moedas digitais ficando abaixo do patamar alcançado no fim do ano passado. ICOs arrecadam quase US$ 2 bilhões apenas esse ano.

O montante movimentado nos primeiros dois meses de 2018 revela que todo a quantia adquirida no ano passado (US$ 5,7 bilhões) será facilmente superada até o fim do primeiro semestre.

A única diferença em relação a 2017 é que grande parte dos fundos foram aplicados por investidores privados, segundo estudo da Tokendata. Cerca de US$ 1,6 bilhão, ou 84%, dos US$ 1,9 bilhões investidos em ICOs saíram do bolso deles.

ICOs em alta

Dos 94 ICOs monitorados pela Tokendata neste ano, 28 já disponibilizaram tokens para venda ou troca em corretoras. O retorno sobre investimento médio por unidade adquirida e vendida em uma exchange até o momento é de 2,17x. E apesar de ser menos lucrativo do que aparenta, tudo indica que esse será o ano para ter bons rendimentos com as ofertas.

Uma dica dos entusiastas de moedas digitais mais experientes é ficar ligado nas pré-vendas de tokens, que geralmente trazem descontos, para lucrar alto durante a venda pública.

A única dúvida que permanece é se os ICOs são feitos para que os endinheirados ganhem ainda mais ou se eles também dão chance para os pequenos investidores serem “felizes” nos negócios.

O que você acha? Divida sua opinião com a gente. Vamos adorar saber o que você pensa.