A imprensa indiana estampou em diversas publicações que o governo está tomando medidas para tornar os pagamentos feitos com criptomoedas ilegais.

No fim do ano passado, as agências reguladoras da Índia passaram a investigar os crimes de lavagem de dinheiro, fraude e evasão fiscal dentro do mercado de moedas digitais. Agora sabe-se que o país também estabelecerá ações para regular a negociação dos ativos em um futuro próximo.

O secretário de Assuntos Econômicos da Índia, S.C. Garg, revelou que um painel foi criado para preparar um relatório sobre criptografia, que deve ser publicado até o fim do ano fiscal.

Segundo ele, o governo “tomará medidas (contra as criptomoedas) para torná-las ilegais como um sistema de pagamento”.

Na apresentação do orçamento do país, o ministro das Finanças da Índia, Arun Jaitley, já havia dito que o governo terá uma política de tolerância zero sobre o uso das moedas digitais para transações de natureza ilegal.

Com a revelação de Garg fica claro que a natureza ilegal citada seria o uso de qualquer ativo do tipo.

Há uma lenda que circula no mercado e entre as autoridades que as criptomoedas são usadas para o terrorismo e compras de contrabando, mas não há evidências concretas disso.

É nítido que que a Índia não deseja ter nenhuma ligação ao universo de criptomoedas, então regulá-los como uma nova classe de ativos é improvável. Afinal, permitir pagamentos em moedas digitais permite que as pessoas ignorem fiduciárias respaldadas por um Banco Central.

Governo da Índia vai apertar o cerco contra o mercado de criptomoedas
4.7 (3 votos)