Enquanto muita atenção está sendo dada ao lado técnico do protocolo bitcoin, estão esquecendo da experiência do usuário, do cliente e do ecossistema em sua totalidade. O Bitcoin não está nem perto de pronto para uso do público em geral. O problema não é a falta de exposição e sim a sua usabilidade.


Não quero ofender aqui nenhum desenvolvedor envolvido na comunidade. Eu também já fui um humilde desenvolvedor e compreendo a complexidade de tudo o que estão desenvolvendo, mas temos de alertar sobre a falta de usabilidade que predomina nos sistemas para Bitcoin.

Para facilitar essa discussão, seria bom definir algumas classes de pessoas:

  • Desenvolvedores: são as pessoas que trabalham no próprio software cliente ou na construção de ferramentas como MtGox, MeuBitcoin, Bitcoin Charts e assim por diante.
  • Nerds: são pessoas como você e eu, a maioria das pessoas que utilizam Bitcoin hoje. Temos uma grande tolerância à dor e conseguimos utilizar programas desnecessariamente complexos de difícil aprendizado e ainda achar divertido. Gastamos dias para aprender a trabalhar com estes sistemas com tranquilidade.
  • Usuários: são pessoas normais, como seus pais ou pessoas que assistem ao Fantástico no domingo e já se sentem intelectuais! (piada, você entendeu o que quero dizer). Eles gostam que as coisas sejam fáceis de usar. Realmente fácil, não fácil-depois-de-duas-semanas-tentando! Se algo é difícil, eles vão parar de usá-lo. Nerds têm uma forte tendência menosprezar os usuários por dois motivos: porque somos anti-sociais e os usuários são ótimos para apontar defeitos em sistemas que passamos horas programando.

Os desenvolvedores estão construindo Bitcoin para Nerds agora, mas são os Usuários que compõem a maioria da raça humana. Se não começar a trabalhar para torná-lo acessível ao usuário, em breve, esta bolha de que todos falam vai arrebentar! Aí, no lugar de conquistar uma moeda valorizada, uma sociedade estável, economia próspera, teremos apenas um punhado de Nerds que desperdiçaram seu tempo minerando, vendendo e comprando bitcoins sem chegar a lugar nenhum. Bitcoin necessita de vendedores de bens e serviços para prosperar, os vendedores não podem prosperar sem compradores, e nós precisamos do Usuário para comprar. Tem de haver crescimento!

A partir de agora, pense no Bitcoin pelo ponto de vista de um usuário. Sua avó poderia usá-lo, como está hoje? Sua namorada? Seu vizinho? Seu colega de trabalho? O estagiário?

Bitcoin precisa ser acessível, fácil, e – ouso dizer – divertido de usar, senão ele nunca vai ter sucesso. Ser funcional não é ser bom o suficiente, e a discussão sobre os próximos passos precisa começar agora.

Temos de comparar o Bitcoin com o seu irmão mais próximo de tecnologia, o
Torrent. O Torrent, como seus outros irmãos P2P, passou por todas as fases que uma boa tecnologia nerd passa:

Descrença geral: “isto não vai funcionar, ninguém vai ficar conectado pra ficar semeando…”

Adoção total nerd: todos os nerds instalam clientes e começam a utilizar. É status! “Todo mundo vai achar que sou mais nerd que os outros”.

Incomoda: “é pirataria, é contra a lei, é contra a economia popular (este último termo é o que acho melhor!!! )

Herege: fase onde a nova tecnologia é caçada por todos como se fosse possuída pelo próprio satã! Os maiores sites são fechados, filtrados em ferramentas de busca e um monte de gente é processada ou presa.

Efeito colateral: por mais que tentem apertar, escapa pelos dedos e fica mais forte. A mídia na tentativa de queimar na verdade divulga. Quem assiste o Fantástico ou o Jornal da Record, fica curioso e vai baixar o cliente pra saber “qual é da parada”. Os usuários se multiplicam.

Popularização: Novos desenvolvedores começam a construir ferramentas mais amigáveis. Novos portais são desenvolvidos em terras mais tolerantes.

“Fazer o que né!”: É a fase da estabilização. É proibido, caçado, agora com muito menos força, mas todo mundo, tirando o papagaio e a vovó que não enxerga mais coitada, usa. Hoje temos usuários que não sabem fazer um update do Windows, mas sabe “baxar firme di torrenti”.

Para mim, posso estar errado, o Bitcoin se encontra agora entre a fase do Incomoda para a do Herege. Então senhores, É A HORA!

Todos vocês que estão desenvolvendo ferramentas para Bitcoin, pensem nisto:

Conhecem algum site de trade amigável?

Conhecem algum site de wallet com bom visual?

Conhecem aplicativos para se instalar no windows que acompanham em tempo real as cotações do Bitcoin?

Conhecem bons plugins de browser para Bitcoin?

Pior ainda: Conhecem algum destes acima citados em PORTUGUÊS???

…ainda temos muito com o que trabalhar.

Abraços!

Fonte do artigo.

Avalie