Após o anúncio de suspensão dos planos de realizar a SegWit2x na tarde de ontem (08/11/2017), novos rumores sugerem que o hard fork ainda pode acontecer.

Apesar da comunidade ter reagido a notícia do cancelamento com entusiasmo, levando a cotação do Bitcoin a ultrapassar a marca dos US$ 7.800, alguns dissidentes assombram a moeda digital, já que o grupo anteriormente desconhecido BitPico prometeu levar o projeto em frente de forma independente.

Em uma mensagem postada na lista Linux Foundation a entidade respondeu a publicação de Mike Belshe, CEO da BitGo, que comunicava a morte do SegWit2x, dizendo que “realizariam o fork independentemente de tudo o que estava acontecendo e reforçando que resgatar a dificuldade é uma estratégia”.

“Nos perguntamos por que 30% da taxa de hash da rede desapareceu? É nossa e os mineradores continuarão com processo em curso. Um punhado de humanos não podem parar o que eles não tem controle…”, finalizando o post.

Veja a mensagem abaixo:

Post na Linux Foundation List

Reação do mercado

A ilusão de que toda a rede havia ficado aliviada com a suspensão não durou 24 horas. A falta de consenso apontada para a suspensão parece não ter afetado a todos da cadeia.

Diversas participantes da comunidade Bitcoin levantam a possibilidade da mensagem ser falsa e ter sido colocada apenas para causar o caos. Pelo sim ou pelo não, exchanges do mundo inteiro decidiram monitorar a situação.

Para colocar ainda mais lenha na fogueira, o Bitcoin.com comunicou que no futuro trataria estritamente com Bitcoin Cash em apoio a proposta do SegWit2x.

A novela do hard fork não parece estar próxima do fim.

O que é a SegWit2x?

O hard fork quer aumentar o tamanho máximo de transações de Bitcoin, fazendo com que os blocos passem a ter capacidade mínima de 2MB e máximo de até 8 MB. De acordo com os apoiadores, a ideia pode deixar as taxas de transações menores e as validações mais rápidas, e consequentemente, aumentar a segurança da rede ao mesmo tempo em que atrairia novos usuários.

Já para os opositores, o efeito seria o inverso com a alta do custo para usuários participarem da rede de forma confiável e segura, e isso, teria um efeito centralizador na rede, pois pode fazer com que menos usuários executem Full Nodes. Outro argumento apresentado é que o Bitcoin perderia suas características originais e sua principal proposta de valor levando à censura e a diminuição da sua permissividade.

Outra questão é a confusão da “marca” que o hard fork causaria no caso de uma divisão de moedas, fato que poderia conduzir a uma perda de fundos e até a processos judiciais. E como os apoiadores não demonstram vontade em criar um novo nome para essa moeda – que teria um protocolo diferente – o rebuliço em torno da SegWit2x não deve cessar.

SegWit2x ganha sobrevida após “morte” prematura
2.3 (237 votos)