Nick Szabo, um dos pioneiros das criptomoedas e da blockchain, se declarou contra a SegWit2x, hard fork proposto na cadeia Bitcoin para novembro.

De forma discreta, Szabo usou sua conta no Twitter e o selo [NO2X] para tornar pública sua oposição.

Como um dos maiores nomes do mundo das criptomoedas, a postagem é mais um duro golpe na SegWit2x, cujo objetivo é implementar uma alteração no tamanho máximo dos blocos de transações de Bitcoin.

Szabo aproveitou ainda para parafrasear Alex Morcos, da Chaincode Labs, copiando um trecho do blog do mesmo que dizia:

“Não existe nenhuma desvantagem na implementação de uma opção de uma replay protection de 2-way. Não há nenhum argumento contra isso”.

A maioria da comunidade Bitcoin composta por mineradores, desenvolvedores e usuários também não quer o hard fork.

Futuro incerto

O problema da replay protection é frequentemente citada como uma desvantagem da SegWit2x, levando a discussões acaloradas entre desenvolvedores e usuários da criptomoeda.

A novela SegWit2x ganhou novos capítulos com o anúncio na última quarta-feira (08/11/2017) de que hard fork estava suspenso por uma parte dos seus desenvolvedores. No dia seguinte, dia 9 de novembro, o BitPico, grupo até então desconhecido, afirmou que levará a ideia adiante com ou sem apoio.

As incertezas na rede Bitcoin sobre o hard fork fizeram com que os preços futuros do SegWit2x continuassem a cair. Dados da Coinmarketcap apontam perdas diárias de 10% e um valor de momento de US$ 429,71.

O que é a SegWit2x?

O hard fork quer aumentar o tamanho máximo de transações de Bitcoin, fazendo com que os blocos passem a ter capacidade mínima de 2MB e máximo de até 8 MB. De acordo com os apoiadores, a ideia pode deixar as taxas de transações menores e as validações mais rápidas, e consequentemente, aumentar a segurança da rede ao mesmo tempo em que atrairia novos usuários.

Já para os opositores, o efeito seria o inverso com a alta do custo para usuários participarem da rede de forma confiável e segura, e isso, teria um efeito centralizador na rede, pois pode fazer com que menos usuários executem Full Nodes. Outro argumento apresentado é que o Bitcoin perderia suas características originais e sua principal proposta de valor levando à censura e a diminuição da sua permissividade.

Outra questão é a confusão da “marca” que o hard fork causaria no caso de uma divisão de moedas, fato que poderia conduzir a uma perda de fundos e até a processos judiciais. E como os apoiadores não demonstram vontade em criar um novo nome para essa moeda – que teria um protocolo diferente – o rebuliço em torno da SegWit2x não deve cessar.

Pioneiro das criptomoedas se declara contra a SegWit2x
5 (4 votos)