O co-fundador da Apple, Steve Wozniak, afirmou durante um fórum de negócios realizado na Suécia que liquidou a maior parte de seus investimentos em Bitcoin. O engenheiro revelou que ter adquirido suas moedas digitais pelo equivalente a US$ 700, sugerindo ganhos de mais de 1000%.

De acordo com ele, o objetivo seria não se tornar obcecado pelo preço da moeda. Desde o fim de 2017, o Bitcoin tem registrado uma baixa significativa na sua cotação saindo dos quase US$ 20 mil em meados de novembro para US$ 6,7 mil nesta terça-feira, dia 6.

“Eu tinha Bitcoin para experimentar e quando o preço dele aumentou, eu pensei: Não quero me tornar uma daquelas pessoas que observa, preocupa-se e se importa com a cotação. Não quero isso na minha da vida. Parte da minha felicidade é não ter preocupações, então eu vendi e fiquei apenas com o suficiente para continuar experimentando o mercado”, disse Wozniak.

Ele comentou ainda que seu principal interesse na moeda digital mais famosa do mundo seria vê-la avançar de forma a se consolidar como uma forma de pagamento.

Vida e felicidade

Wozniak lembrou sua entrada no mercado de criptomoedas. “Me interessei por Bitcoin há algum tempo. Ele custava cerca de US$ 70 e para ter acesso a ele era necessário ter uma conta bancária especial em um banco diferente e, mesmo assim, não consegui comprá-lo. Então desisti. Só consegui adquirir quando ele já custava US$ 700”, analisou.

Após ter tido mais de 1000% de lucro, o co-fundador da Apple se diz em paz com a decisão de liquidar a maior parte de seus bitcoins. “Se eu morresse e tivesse toda essa riqueza, iates e coisas do tipo, eu seria mais feliz do que sou quando sorrio?”, finalizou Wozniak.

Steve Wozniak liquida maior parte de seus bitcoins
3.5 (2 votos)